Olá, meus caros alunos e minhas caras alunas!

Falta aí pouco mais de um mês para o fim do ano… Como passou rápido, não é mesmo?

Eu adoro essa época! Muitas festas de confraternização com a família e os amigos, momento pra dar uma relaxada, “descansar” um pouco dos estudos rs.

Eu sei que quando chega este período tá todo mundo cansado, querendo dar uma parada com os estudos.

Não tem problema você tirar alguns dias para se divertir um pouco.

O que não pode é prolongar demais e acabar perdendo a rotina.

Esse é um excelente momento também de planejar o que fazer no ano que está chegando.

E planejamento é uma palavra que todo concurseiro tem que usar sempre.

Tudo começa com a escolha do concurso ou pelo menos da área para a qual você vai direcionar sua preparação.

O interessante é que, apesar de todos os problemas econômicos que o país vem enfrentando, 2017 foi um ano de muitos concursos (sobretudo no segundo semestre).

Podem não ter sido ofertadas tantas vagas como a gente gostaria, mas apareceram muitas e boas oportunidades.

Só pra citar alguns: tivemos concurso para TRF 1º Região, TRF 2ª Região e TRF 5ª Região, TST, TJ-MG, TJ-SP, TRT 21ª Região, TRE-CE,TRE-SP, TRE-PR,TJM-SP, DPE-AM, PM, Bombeiros/DF, UFRJ, Hemocentro/DF…

Isso sem contar os certames municipais, cuja lista é interminável.

Daí você me pergunta: como será em 2018? Haverá mais concursos?

É sobre isso que quero conversar com você no artigo de hoje.

Vamos bater um papo sobre:

1 Como foi o seu ano de estudos;
2 O planejamento a médio e longo prazo;
3 Os concursos previstos para 2018.

Então vem comigo que o ano ainda não acabou! 😀

Nesta época, quando a gente olha pra trás e percebe que não conseguiu realizar tudo aquilo que planejou, é comum ficarmos meio pra baixo, desanimados.

Pode ser a compra de um carro que não deu certo, aquela viagem cancelada, uma promoção no emprego que não rolou…

Mas vamos aqui nos ater sobre os concursos.

Você estudou o ano todo, se dedicou, fez várias provas… mas ainda não conseguiu o sonhado cargo público.

Sim, é muito frustrante! Eu vivi essa situação também.

Por isso, permita-se parar por um momento, fazer uma reflexão, entender onde você precisa melhorar e então reprograme seus estudos.

Isso é importante, mas não é algo para você gastar muito tempo.

Respire, reflita, mude o que for necessário e comece a pensar no próximo concurso que vai fazer.

#Anterior cenário#

Afinal, mesmo a partir de 2016, quando a crise financeira suspendeu os certames para o Executivo Federal, as oportunidades não pararam de surgir.

Quando o Governo anunciou essa medida foi aquele “Deus nos acuda”. Muita gente se desesperou… Você deve ter ficado apreensivo também, né?

Mas, apesar de não sabermos quanto tempo ia durar, sabíamos que era algo temporário e que não iria refletir nos certames para os poderes Legislativo e Judiciário.

Prova disso foram os vários concursos para tribunais que tivemos neste ano de 2017.

Além disso, essa suspensão atingiu apenas novos concursos, ou seja, aqueles que ainda não haviam sido autorizados.

Os certames já autorizados na época do anúncio foram realizados normalmente porque já estavam na previsão orçamentária.

Além disso, o Governo também continuou a nomear os aprovados.

E isso é muito simples de entender, afinal, a máquina pública não pode parar!

Todos os anos milhares de servidores se aposentam, falecem, são exonerados… e é preciso reocupar essas vagas.

Mesmo que alguns cargos sejam extintos não é possível acabar com todos, portanto, o Governo precisa fazer concurso!

#Novo cenário#

Pois bem, aqui estamos nós agora nos encaminhando para 2018…

A boa notícia é que em setembro deste ano, o Ministério do Planejamento anunciou a retomada dos concursos do Executivo para 2019.

Professor, mas 2019 ainda???

Sim, e não é pra ficar desanimado!!

Você já sabe que não adianta começar a estudar quando sai o edital, né. O planejamento para um concurso público é feito a médio e longo prazo.

Então… você tem aí pelo menos um ano de preparação.

Tá bom, eu sei que é difícil encontrar algum concurseiro que não tenha pressa, que não quer passar logo na primeira prova e que um ano pra ele é muuuuuito tempo, não é verdade?

Vários alunos me perguntam: professor, quanto tempo leva para passar num concurso público?

E o que eu digo sempre: não tenho essa resposta! Ninguém tem.

Entendo que as pessoas querem logo realizar seus sonhos, porque daí surgem outros sonhos…

Mas quando se fala em concurso público preciso ser sincero com você: seja mais realista para não se frustrar.

Sim, a gente sabe que há pessoas que são aprovadas estudando apenas três meses.

Só que isso é exceção e você tem que ter isso em mente, pôr o pé no chão e estar ciente de que passar no concurso dos seus sonhos pode demorar um pouco mais do que você espera.

Por isso é que digo que não adianta ficar pensando quanto tempo vai levar.

Abstenha-se disso.

Foque no que é importante.

Faça um planejamento a médio e longo prazo. Se você alcançar seu objetivo em menos tempo, ótimo. Se não, está tudo certo, dentro do esperado, e segue o jogo.

Essa questão de tempo é bastante relativa porque depende do concurso para o qual você vai estudar, do tempo que você dispõe para isso, do material que você tem e, claro, do seu estado emocional.

Se você estuda apenas pensando no resultado e deixa de lado o processo que vai te levar a esse resultado, pode acabar ficando desanimado com as reprovações que terá pelo caminho e deixando isso te afetar.

Mantenha o foco na execução do seu plano de estudo. A cada semana você subirá um degrau na escada do conhecimento e vai perceber o quanto está evoluindo. Isso lhe dará mais força para continuar em frente.

Com o tempo você vai acumular conteúdo, aumentar a capacidade de concentração, aprender a resolver provas e ampliar seu potencial em identificar as respostas certas.

Mas pra conseguir chegar a este nível, lembre-se: é preciso TEMPO!

De médio a longo prazo. 😉

Se você ainda não tem um concurso específico, mas definiu a carreira que quer seguir, vá estudando as matérias comuns.

Muitos cargos cobram praticamente as mesmas disciplinas, variando uma ou outra.

E enquanto não sai o concurso que você almeja, vá fazendo provas semelhantes.

Isso é importante para você ir treinando, pegando o jeito de responder as questões, compreendendo melhor qual é o entendimento das bancas.

Aí quando aparecer o concurso dos seus sonhos, invista no conteúdo específico, claro, sem deixar o básico de lado.

E esqueça quanto tempo vai levar para alcançar seu cargo. Tenha em mente como vai conquistá-lo. 😉

Eu sei que muita gente por aí deve estar se perguntando: 2018 é ano eleitoral e isso não afeta os concursos?

Ora, meus amigos, em parte.

Entendam: os concursos públicos não estão proibidos em ano eleitoral. Os órgãos podem lançar edital, abrir inscrições, realizar provas…

O que existe é uma restrição para nomeação de servidores de concursos que sejam homologados nos três meses que antecedem as eleições, ou seja, julho-2017, e até a posse dos eleitos, em janeiro-2018.

Entenda bem: os concursos homologados até 2 de julho podem nomear seus aprovados mesmo durante o período eleitoral. Se não houve homologação, aí sim só após 1º de janeiro poderá ocorrer, enfim, a nomeação.

Ah, e essa restrição não vale para o Poder Judiciário, Ministério Público, Tribunal de Contas, etc.

Mas não se prenda a isso.

Se a nomeação demorar um pouquinho você pode ir estudando e quem sabe até passar em outro concurso!

Agora vamos ao tópico principal deste artigo.

Se teve tanto concurso num ano de crise como 2017, o que esperar de 2018, que prevê a retomada das admissões no serviço público?

O Banco Central estima um crescimento econômico de 2,2% para o país no próximo ano.

Pra gente que não entende muito disso pode parecer um valor insignificante, né?

Mas é bem maior que os 0,7% previstos para 2017.

Bom, todo ano, o Governo Federal tem que encaminhar até 31 de agosto a proposta orçamentária para o ano seguinte. E isso inclui a projeção de gastos com concursos públicos.

O Legislativo tem até 22 de dezembro para analisar, sugerir alterações e votar o texto.

De acordo com a proposta orçamentária para 2018, vamos conferir o quantitativo de vagas para cada um dos poderes:

Para o Executivo, a previsão é de cerca de 3.200 oportunidades.

No Judiciário, são mais de 6.000 vagas entre aquelas que serão criadas e o preenchimento de cargos e funções que se encontram atualmente desocupados.

E para o Legislativo, quase 170.

Lembrando que tudo isso ainda depende da aprovação do Congresso Nacional e, portanto, pode haver alterações.

Agora vou falar sobre alguns concursos que já estão autorizados para o próximo ano.

TJ-SP interior
O Tribunal de Justiça de São Paulo já realizou este ano concurso para provimento do cargo de escrevente para a capital.

Mas o Tribunal já anunciou concurso para preencher essas vagas também no interior. E a banca escolhida foi a Vunesp.

O último certame para o interior tem validade até 7 de dezembro de 2017, então, o edital pode ser lançado ainda este ano.

TJ-SC
O concurso para o Tribunal de Justiça de Santa Catarina foi autorizado para diversos cargos, mas ainda não foram definidos o quantitativo de vagas e nem a banca examinadora.

TRT-PE
O Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (Pernambuco) vai abrir concurso para 32 vagas.

A Comissão responsável já foi constituída e o edital pode sair ainda em 2017.

STM
O Supremo Tribunal Militar também pretende publicar seu edital ainda em dezembro.

Já está definido que as oportunidades serão para Brasília (sede do órgão), além das auditorias que ficam em São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Juiz de Fora/MG, Porto Alegre/RS, Santa Maria/RS, Bagé/RS, Curitiba/PR, Salvador/BA, Recife/PE, Fortaleza/CE, Belém/PA, Manaus/AM e Campo Grande/MS.

Há oportunidade para várias regiões do país.

PGE-SP
A Procuradoria Geral do Estado de São Paulo foi autorizada pelo Governo a realizar concurso público para a carreira de Procurador do Estado Nível I. São 100 vagas!!

Para quem tá buscando este cargo sabe que dificilmente os certames oferecem tantas vagas. Então, é uma excelente chance!

PC-MG
Para quem gosta da área de segurança, uma boa oportunidade é a Polícia Civil de Minas Gerais. Foram autorizadas 76 vagas para o cargo de Delegado de Polícia no primeiro grau do nível inicial.

A expectativa é que o edital do certame seja publicado até dezembro deste ano.

AGU
A Advocacia-Geral da União obteve autorização do Ministério do Planejamento para realizar seu concurso para prover 100 vagas, além de formação de cadastro reserva.

Abin
A Agência Brasileira de Inteligência (Abin) terá o Cespe/UnB como organizador de seu certame. O prazo para publicação do edital vai até o dia 17 de janeiro de 2018.

São 300 vagas, 220 só para oficial de inteligência.

Sefaz-DF
A Secretaria do Estado da Fazenda do Distrito Federal recebeu autorização da Secretaria de Planejamento para contratar a empresa que vai realizar o concurso público para o provimento de 40 vagas.

Além desses concursos que já estão autorizados, vários outros órgãos já fizeram solicitação: Ministério da Saúde, Ministério do Trabalho, Ministério da Educação, Ministério da Agricultura, Dnit, Aneel, Ibama, Anvisa.

Tem também aqueles concursos há muito tempo esperados, como o da Receita Federal. O último certame foi em 2014 e o Ministério da Fazenda também solicitou autorização para prover mais de 2000 vagas.

Os certames para a Câmara e para o Senado também são bastante aguardados pelos concurseiros.

Mas assim como o da Receita Federal também não há uma previsão exata para o lançamento dos editais.

Porém, a carência de pessoal acelerada pelo número crescente de aposentadorias torna esses concursos inevitáveis!

Como você pode notar, se realmente quiser conquistar um cargo público no próximo ano, não faltarão oportunidades.

Vários concursos já estão autorizados para 2018, muitos órgãos já pediram autorização e talvez até aqueles que a gente nem ouve falar tanto podem abrir certame no ano que vem.

Então, aproveite este momento para fazer um balanço do seu ano de estudos e planejar como será seu novo ciclo de preparação!

Estude com determinação, seja perseverante, não desanime diante dos obstáculos que você vai enfrentar.

Posso te garantir que todo o seu esforço vai valer a pena!

E aí, você já sabe pra qual concurso vai estudar em 2018?

Conte aí nos comentários abaixo.

Abraços efusivos!


Elyesley Silva
Elyesley Silva

Professor de Direito Administrativo e Constitucional, Coach especialista em produtividade e idealizador do método Tríade da Alta Performance.

Leave a Reply

Your email address will not be published.